domingo, 12 de dezembro de 2010

Takemoto

Provavelmente todos pensavam a mesma coisa.

Mas ninguém colocava em palavras.

Ninguém tocou no assunto...


"Este ano está meio solitário"

...Porque todos sentiam que sofreriam com isso.

"Por que será...
...Que sou eu...
...Que estou aqui agora?

Naquele dia...
...Senti que aquela...
...Seria a última vez que nos reuniríamos."


Quem devia estar aqui não está.

"Mas...
...A imagem que eu tinha em meu coração naquela hora...
...Era de que, neste Natal..."


Enquanto uma pessoa que tanto faz estar ou não aqui...

"Eu é que...
...Não estaria aqui com eles."


...Está neste lugar, levando um pedaço de bolo à boca.

Meu Deus, por que será que o mundo...

...É assim tão complicado?



Honey & Clover, Capítulo 31.

3 comentários:

Anônimo disse...

O mundo não é complicado, as pessoas que o fazem assim

Vivi Ichihara disse...

Honey & Clover é uma lição de vida.
E o Takemoto é um exemplo!
Ela era aquele que vivia com medo de o grupo se desfazer, aquele que não queria não mais fazer parte do grupo.
E também aquele que sempre manteve a esperança que nada disso aconteceria :)

The Chosen One disse...

Mais uma prova de que nada sei sobre mangás.. Mas um dia eu aprendo, talvez quando a Grasy-vaquinha resolver me emprestar o Death Note 4, né.. :D