sábado, 24 de julho de 2010

Deeply Love

Eu preferia morrer afogado ou queimado. Preferia ter meus dedos arrancados um por um. Eu preferia passar a eternidade sofrendo a mais forte dor do que assistir as lágrimas escorrendo daquelas olhos angelicais mais uma vez.

É errado, caótico, inaceitável que alguém pudesse causar tanta tristeza num ser tão belo e puro como aquele. Quem foi o maldito, desgraçado que a fez chorar? Enquanto a raiva e o ódio cresciam em meu peito eu imaginava as mais terríveis torturas, as vinganças mais maldosas que poderiam ser cometidas contra o verme que transformou o rosto mais feliz do mundo em um rosto triste e choroso.

Porque, para vê-la feliz e saudável eu seria capaz de lutar contra todos e vencer todos os Deuses. Eu prometi para mim mesmo, no dia em que a conheci, que faria o que fosse possível para protegê-la.

Porque eu a amo.

E quando meu ódio dominava quase todo meu corpo, ela me olhou com aqueles olhos vermelhos e inchados, ela abriu aquele sorriso que só ela sabia dar e me abraçou enquanto dizia:

"Mas não importa o que aconteça, vai dar tudo certo porque tenho você ao meu lado. Eu te amo."

Aquele monstro sumiu de dentro de mim e eu me senti a pessoa mais feliz do mundo.

__

Nem preciso dizer que acabei de ler Eensy-Weensy Monster, né? ^^

2 comentários:

The Writer disse...

Caraca, isso sim é ultra romantismo!
Texto legal, btw =)

The Chosen One disse...

[mais um mangá que não conheço lol] sei bem como é isso.. ver a pessoa amada sofrer.. mas fazer ela sofrer seria tenebrosamente pior do que isso.. =)